Vasculha-me

quinta-feira, outubro 27, 2005 à(s) 15:37
Dentro de mim há muitos caminhos a percorrer e imensas formas de me conhecer. Há a possibilidade de encontrares diversos "eus", inúmeros heterónimos associados a outros pseudónimos meus (alguns deles impessoais...mas que me pertencem). E tudo isto, numa só pessoa, num só corpo! Não é fabuloso???
Como constatas agora, é fácil conheceres-me. Em dois minutos de conversação apercebes-te da minha transparência com facilidade visto que eu expresso tudo o que sinto sem me contradizer com afirmações idênticas, mas sim opostas e nada rigorosas. Eu apenas digo o que penso com palavras antónimas. Ou então, porque nem todos os dias são iguais, refiro sentimentos que não correspondem à minha aparência mas que realmente sinto sem contrariedades.
Sou simples, excêntrica, espontânea e não gosto de confusões: aprecio letras, números, figuras, fórmulas, carros, objectos, vestuário, luzes e padrões. Também gosto dos cheiros, aromas, sabores e contrastes! Gosto de clips, anémonas, vocábulos, cordões, sinos, alfaces e auscultadores. Agrada-me a chuva, a areia, as flores, os animais e os cogumelos venenosos... Dá-me gozo a aventura, a solidão, o riso, a ira, as lágrimas, as cócegas e os beliscões. Adoro despentear as pessoas, pregar partidas, riscar o mundo, rasgar, provocar, rebentar, destruir, pular, questionar, saltar, voar, sentar, dançar...
Simpatizo com uma infinidade de coisas que tu conseguirás descobrir à medida que me vais conhecendo! Só não gosto daquilo que não me agrada, como é óbvio!
Apesar de estar neste estado de amnésia, constato que me sinto normal...esta descrição assim o comprova.
Mas há coisas que ainda não me recordo. Os fragmentos que aqui encontras são as poucas coisas de que me vou lembrando, ou que eventualmente fizeram (ou fazem) algum sentido na minha vida, ou numa das minhas personagens. É tudo uma questão de me vasculhares...no meu cérebro há gravações, tenho marcas no coração e no sangue há músicas que me agradam. Encontras nos meus pulmões destacadas recordações que de certo modo me marcaram. Tudo está saliente em mim, sou fácil de pesquisar, inquirir, descobrir, ouvir, conversar...enfim!
Vasculha-me...

1 Responses to Vasculha-me

  1. andré Says:

    Escondes a atitude da tua mente perante um mundo novo que descobres todos dias ao acordar,
    moldas-te a sociadade que encontras ao sair a rua. Mostras-te aos proximos com verbos, mas ainda escondes pequenos valores e imaginações que no fundo é o que te faz sentir viva e por mais que alguem vasculhe nunca irá descobrir o que é...

I'mNesic | Powered by Blogger | Entries (RSS) | Comments (RSS) | Designed by MB Web Design | XML Coded By Cahayabiru.com