Palavra

sexta-feira, dezembro 16, 2005 à(s) 01:48
A palavra já não é o que era...não tem validade nenhuma.
Assinamos para comprovar o que dissemos: certeza terás, mesmo que seja alguma.
Cada um atribui às palavras a importância que mais lhe convém, simplesmente é assim que se vive hoje em dia.
Não há legitimidade nem palavra honesta; não há garantia verbal e até, há que se distorcer o que se fala, de forma a que se tire algum proveito (independentemente de se magoar alguém).
Quem fala não falou; quem não disse, mencionou.
Se abordou determinado assunto, "não me lembro, não sei". Ou simplesmente até disse....("tudo aquilo que nem falei!").
Sentimentos de culpa?
Nada disso...para quê? O que é isso? Remorsos? Naaaah... qual quê?
Importante sou eu, não é ele, nem você!
Portanto, se me lês: ignora tudo o que digo ou finge que até já disse aquilo que não consigo. Espalha por aí as palavras que não te disse, inventa rumores e opiniões...faz como se eu não existisse.
A palavra de nada valhe...seja minha seja tua. Seja eu viva, morta ou deportada; esteja em casa ou na rua.
Mas fala!

2 comentários

  1. Orfeu Says:

    As palavras podem não ter significado para muitos, podem ser banais, indiferentes, ou apenas um meio para atingir algo sincero ou não. Para mim as palavras são sagradas, são espelhos da Alma...reflexos de nós.

  2. Marlene Says:

    Só queria ouvir uma palavra da pessoa que amo...se fosse vinda do coração!

I'mNesic | Powered by Blogger | Entries (RSS) | Comments (RSS) | Designed by MB Web Design | XML Coded By Cahayabiru.com